Na quinta e sexta-feira, 22 e 23 de junho, a presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo, Raquel Kobashi Gallinati, acompanhada dos diretores Emiliano Chaves Neto e José Vicente Barreto, visitou os alunos do curso de Delegado na Academia de Polícia Civil (Acadepol).

Gallinati parabenizou os novos colegas e abordou a importância do curso de formação, além da união e comprometimento da categoria para enfrentar os desafios da carreira em favor de uma maior valorização da polícia investigativa no País.

“As visitas são sempre ocasiões importantes para darmos boas vindas aos novos delegados de polícia e explanarmos sobre as diretrizes do trabalho que deverão realizar e seus principais desafios. Também são oportunidades para reforçarmos o compromisso do SINDPESP em lutar pelo crescimento da polícia judiciária do Estado de São Paulo”, destacou a presidente.

 

 

 

Nesta quinta-feira, 23/06, o Portal do Bragança-Jornal Diário, do município Bragança Paulista, publicou notícia sobre a busca da retomada de discussões das PECs 5 e 7, que lutam por avanços nas condições de trabalho da Polícia Civil, na Alesp, atendendo à solicitação da presidente do SINDPESP, Raquel Kobashi Gallinati, feita em reunião com o Colégio de Líderes, na última segunda-feira, 20/6. Saiba mais! http://zip.net/bntLdt

 

Na noite de quarta, 21, o Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo promoveu a primeira reunião do programa “Amigos da Polícia Civil - Sindpesp”, um projeto realizado em parceria com a Coordenadoria Estadual dos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs). O tema da reunião procurou esclarecer aos presentes medidas que a população pode tomar para evitar ser vítima de sequestro relâmpago.  
 
O delegado de polícia Gustavo Mesquita, que trabalha há três anos na terceira delegacia da divisão antissequestro do DHPP, explicou que os sequestros relâmpagos têm diminuído bastante, por isso, a vítima sempre deve registrar o B.O pois, sem o boletim, as informações do crime não chegam à polícia. Complementando a fala de Gustavo, o delegado Rafael Guimarães Corrêa Lodi explicou que a Divisão foi criada em um período em que aconteciam, em média, 400 sequestros por ano.  
 
A delegada titular de polícia da 2ª delegacia de defesa da Mulher, Jacqueline Valadares, expôs em sua palestra as transformações que a Polícia Civil sofreu desde 1988 e suas atribuições de acordo com as determinações constitucionais. 
 
Fechando o debate, a presidente do Sindpesp, Raquel Kobashi Gallinati, agradeceu a presença de todos no encontro, “essencial para estreitar os laços da sociedade civil com os delegados de polícia”. 

Estiveram presentes cerca de 50 presidentes dos Consegs da Capital e Grande São Paulo, o coordenador geral do Consegs do Estado de São Paulo, Evaldo Roberto Coratto (Magrão), o coordenador do Consegs Decap Demacro, Silvio Ferreira e o Deputado Estadual Delegado Olim.

  

A presidente do SINDPESP, Raquel Kobashi Gallinati, falou hoje no Colégio de Líderes da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Convidada pelo deputado estadual Edmir Chedid, Gallinati discursou sobre o sucateamento da Polícia Civil pelo Governo do Estado de São Paulo. Ela foi acompanhada pelos diretores Emiliano Chaves Neto, Juliana Ribeiro Manikkompel e Djahy Tucci Junior. A presidente pediu aos deputados para que viabilizassem a aprovação das PECs 5 e 7 de autoria, respectivamente, dos deputados Campos Machado e Delegado Olim.